retratos de olhão

A VERDADEIRA INCLUSÃO SOCIAL EXIGE POLÍTICAS  DE DESENVOLVIMENTO LOCAL E A PARTICIPAÇÃO DA POPULAÇÃO. JÁ BASTA DE ASSISTENCIALISMO E DE ABANDONO!!!

REABILITAR O PATRIMÓNIO E OS MODOS DE VIDA TRADICIONAIS SIGNIFICA MAIS EMPREGO, INCLUSÃO E MELHOR ECONOMIA LOCAL. JÁ BASTA DE PASSIVIDADE E DE ABANDONO!!!

PROMOVER A PESCA TRADICIONAL E A SALINICULTURA SIGNIFICA MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA.

PRESERVAR A RIA É UM LEGADO DECISIVO PARA O FUTURO DE OLHÃO .

NÃO HÁ LUGAR PARA A NEGLIGÊNCIA !

A gestão da água pela empresa municipal Ambiolhão, criada pela Câmara  Municipal de Olhão, tornou-se um negócio chorudo, em detrimento daquele que deveria ser o seu propósito essencial - a satisfação das necessidades básicas dos munícipes.

Saiba porquê...  

A ÁGUA É UM BEM ESSENCIAL E NÃO DEVE SER UM NEGÓCIO.

Opinião

Conforme é do conhecimento público, o Algarve vai receber 1 220 milhões de euros de fundos comunitários até finais de 2027, no âmbito do quadro comunitário de apoio 2021/2027. Trata-se de uma “bazuca” muito significativa para o Algarve, mas insuficiente, a gerir pela CCDR/Algarve, para fazer face às consequências da pandemia.

Atualmente e após quase 47 anos do surgimento da Democracia, Portugal é ainda um País com graves problemas, não sendo o Algarve exceção. Nos últimos 25 anos as desigualdades em Portugal continuaram a aumentar, levando a uma deterioração das condições de vida de uma parte substancial dos portugueses.