Share |

UNIÃO DE FREGUESIAS MONCARAPACHO FUSETA: Candidatos e Programa

PROGRAMA ELEITORAL - UNIÃO DAS FREGUESIAS DE MONCARAPACHO E FUSETA

"TRABALHAR PARA AS PESSOAS"

RECUPERAR A CONFIANÇA NA POLÍTICA!

 

MANIFESTO

"Queremos ser a voz de todos os cidadãos desta União de Freguesias em prol da qualidade de vida, da justiça no desenvolvimento e da defesa das identidades e do património ambiental e cultural locais.

Estamos conscientes que, ao fim destes 4 anos, ainda não é consensual a união de duas áreas tão diferentes geográfica e economicamente, apesar de todo o esforço de ambas as populações em se adaptarem a uma decisão não desejada. 

Continuamos a lutar pela separação das freguesias no respeito pela sua história e diversidade, parecendo-nos fundamental reajustar os limites da freguesia da Fuzeta por forma a integrar de forma coerente a expansão urbana da vila.

Temos uma visão alargada da função política – ela nasce com e para a população. Assim propomos e defendemos o permanente envolvimento das pessoas nas escolhas fundamentais do poder político. As propostas que defendemos podem e devem ser discutidas por todos os interessados, na luta pelos direitos de todos e no cumprimento dos deveres inerentes.

Não apresentamos um programa de intervenção fechado, mas sim um ponto de partida para a intervenção nas comunidades, um modelo de participação aberto que permita…

·         diminuir a distância entre os órgãos concelhios e as Freguesias, servindo assim os interesses da população e respondendo mais efetivamente às suas necessidades.

·         resolver problemas e  gerir adequadamente o dinheiro público com base na vontade, conhecimento, criatividade, honestidade e rigor.

·         dinamizar o voluntariado, promovendo elos entre várias gerações.

·         apoiar o movimento associativo, reconhecendo a importância do seu papel na dinamização cultural, desportiva e ambiental.

É sempre possível mudar o rumo e fazer opções mais sensatas e produtivas! Contem connosco e participem connosco nessa missão!"

 

 

CANDIDATOS

1. MARIA INÊS ÍNDIAS ZAGALO DAS NEVES

    (assistente técnica - saúde)

2. CATARINA ISABEL DOMINGOS CALÇAS

    (estudante)

3. JOÃO CECÍLIO DOS REIS BOTINAS

    (assistente técnico – ARS, reformado)

4. AIDA MARISA MUCHARRINHA RAMOS

    (reformada)

5. JOSÉ PAULO CHAGAS FIALHO

    (professor)

6. MARIA MARGARIDA SERRO CAMÕES

    (professora aposentada)

7. VITALINA LOPES PONTES GONÇALVES

    (comerciante)

8. JORGE MANUEL DE OLIVEIRA ALEXANDRE

    (professor aposentado)

9. MARIA FERNANDA DOS SANTOS ALVES

    (professora aposentada)

10. ROBERTO DE OLIVEIRA MARQUES

      (músico)

11. FILIPE DAVID GONÇALVES DA SILVA

      (motorista)

12. MARIANA PRUDÊNCIA RAMOS

      (estudante)

13. ARMÉNIO MANUEL SANTOS RAMOS

      (pintor da construção civil)

 

     SUPLENTES:

- José António Nascimento Rosa

- Francisca Maria Gonçalves Norte

- Marco Aurélio Rojo Mattos

- Ivo Manuel Neto Madeira Conceição

- Iveta Estêvão do Rosário

 

 

PROPOSTAS

 

DEFENDEMOS MAIS E MELHOR DEMOCRACIA:

Uma Assembleia de Freguesia e um Executivo da Junta mais informados sobre as reais necessidades da população poderão tomar opções mais acertadas e justas.

Como?

·         Auscultar as pessoas e promover a sua participação em projetos estruturantes.

·         Implementar lógicas de democracia participativa: orçamento participativo, prática de referendos em situações decisivas para as populações, consulta pública para a execução de projetos.

·         Aprofundar o relacionamento com o movimento associativo e promover a realização de parcerias.

·         Celebrar protocolos com a Câmara no sentido de descentralizar competências e respetivos meios financeiros.

 

APOSTAR NAS PESSOAS E NA RIQUEZA DO MEIO: MAR, RIA, CAMPO E SERRA:

A dinamização da economia local e criação de emprego passa obrigatoriamente pela valorização dos recursos locais e sua transformação numa lógica de sustentabilidade ambiental.

O ambiente não é um obstáculo ao desenvolvimento da economia, sendo essencial à melhoria da qualidade de vida!

·         Apostar no Turismo sustentável com respeito ao ambiente e ao património histórico e cultural

·         Promover a descoberta do Património Natural: identificação das espécies que compõem a fauna e a flora locais e respetiva sinalização para a realização de percursos pedestres de interesse turístico e pedagógico.

·         Implementar um Museu Vivo na Zona Ribeirinha da Fuseta: criação de painel identificativo dos diferentes tipos de embarcação, sua história e artes de pesca; trazer para a Fuseta o barco salva vidas e integrá-lo neste projeto.

·         Diligenciar a reabilitação da Praça de Moncarapacho.

·     Propor a classificação do Cerro da Cabeça como património geológico e reabilitar as suas grutas.

·         Criar hortas pedagógicas e hortas comunitárias.

·         Defender uma agricultura mais amiga da natureza e dos sólos, apostando na qualidade e reduzindo a utilização de químicos.

·         Incentivar práticas de reutilização da água no contexto da prática agrícola.

·         Fomentar parcerias e associativismo para facilitar o escoamento da produção agrícola tradicional, do artesanato local e da produção relacionada com o marisqueiro e pesca artesanais.

·         Diligenciar o desassoreamento da Barra da Fuseta e a construção de um porto de pesca condigno.

·         Dinamizar oficinas de Artes e Ofícios recrutando saberes tradicionais e contemporâneos

·         Continuar a investir no Parque de Campismo da Fuseta, fonte de receita fundamental para a Junta de Freguesia, mantendo todos os postos de trabalho e preservando o “pulmão verde” a ele associado

·         Criação e dinamização de um Gabinete de Apoio ao Cidadão.

·         Rastreio e apoio aos idosos em situação de isolamento e apoio à 3ª idade, promovendo uma reforma ativa (promoção de parcerias com diversas entidades e associações; investimento na formação multidisciplinar)

 

CULTURA, EDUCAÇÃO, DESPORTO, MOBILIDADE E AMBIENTE:

·         Projeto Junta Jovem: divulgação de programas de estudo e de programas profissionais; programas de ocupação dos tempos livres; programas de cidadania e voluntariado jovem.

·         Organizar a I Semana da Juventude: música, teatro, pintura, fotografia, dança e outras artes.

·         Estimular a participação juvenil, promovendo o seu potencial criativo e inovador, com a criação do projeto BIP: Bolsas de Incentivo à Participação.

·         Apoiar a prática desportiva intergeracional

·         Diligenciar a abertura de uma Biblioteca em Moncarapacho e dinamizar a existente (promoção da leitura; criação de espaços gratuitos de Apoio ao Estudo, incentivando o voluntariado sénior).

·         Regular o funcionamento do Museu Paroquial e da Casa Museu Dr. José Fernandes Mascarenhas através de uma gestão comum (promoção de um diálogo constante com vista à participação das instituições proprietárias), assegurando a abertura dos núcleos museológicos à população e aos visitantes e a sua dinâmica articulada.

·         Proceder à limpeza das praias e ecovias e revitalização de caminhos, ribeiras e linhas de água.

·         Acabar com as descargas ilegais de esgotos nas ribeiras e na Ria Formosa.

·         Criar um Centro de recolha e adoção de Animais de Companhia, bem como de apoio às atividades da SEPNA, nomeadamente no que diz respeito à deteção de situações de maus tratos e abandono de equinos.

·         Melhorar a limpeza das ruas e reforçar os contentores de recolha de dejetos caninos, bem como pôr à disposição os sacos para esse efeito.

·         Mais ecopontos e limpeza regular dos mesmos.

·         Encontrar soluções para o problema do estacionamento e do lixo na Fuseta, particularmente grave na época balnear.

·         Melhorar as vias de circulação.

·         Diligenciar a beneficiação das estradas municipais que se encontram em estado avançado de degradação.

·         Apostar nas ciclovias e criar estacionamento para bicicletas;

·         Garantir a manutenção e vigilância dos parques infantis zelando pela segurança e bem-estar das nossas crianças.